Criando conteúdo de qualidade do jeito que o Google gosta!

Para conseguir permanecer bem ranqueado nos mecanismos de busca, principalmente no Google, você deve criar conteúdos de qualidade para o seu site ou blog. Você pode até adotar inúmeras outras estratégias de SEO (Search Engine Optimization), porém se o seu blog não estiver recheado com artigos relevantes esqueça as demais estratégias e comece desde já a alimentá-lo com posts e artigos de qualidade.

E como criar artigos de qualidade do jeito que o Google gosta? Abaixo segue um artigo com 5 etapas que você deve seguir para criar seu artigo.

1 – Estudo das Palavras-chave para SEO

Toda a estratégia de criação de artigos está em trazer tráfego para o site. O tráfego é gerado quando o artigo contempla uma determinada palavra chave (termo de pesquisa) que é bastante procurada nos mecanismos de busca. Ex.: “Carnaval do Rio” é um termo de pesquisa bastante digitado nas caixas de pesquisa do Google. Os resultados que aparecem logo na primeira página são de sites que trabalharam essa palavra chave/termo de pesquisa em suas páginas.

Portanto, é fundamental saber escolher as palavras-chave corretas para o trabalho de criação de artigos. Como escolher?

São dois os fatores que você deve levar em consideração:

1 – Palavras chave que tenham bastante demanda (muita procura no Google)

2 – Palavras que tenham baixa concorrência

Demanda X Concorrência é o que deve ser analisado para escolher a palavra chave correta.

O Google tem uma ferramenta que permite analisar esses dois fatores e escolher a palavra. É a Ferramenta de palavra chave do Google Adwords.

2 – Pesquisa de conteúdo e estudo da concorrência em SEO

Uma vez escolhida a palavra chave então vamos criar o artigo.

Entretanto, não podemos criar o artigo da nossa cabeça. Temos que tentar descobrir o que o Google quer ler/saber sobre aquela palavra chave. Para saber o que o Google quer “escutar” não há nada mais prático do que digitar a própria palavra chave escolhida na caixa de pesquisa do Google e analisar os resultados.

Analise, entre os sites bem ranqueados para aquela palavra chave, o que eles escrevem. Dica: Vale pegar blogs que estão sendo bem indexados também. No menu de pesquisas do Google, onde tem “notícias”, “maps”, etc…tem “Mais”…clique e depois selecione “blogs”.

Em sua análise de artigos da concorrência atente para o que segue:

1 – Quais as informações principais constam nos artigos? (quais os principais tópicos)

2 – Possui muita ou pouca imagem?

3 – Possui vídeo?

4 – Quantas palavras tem esses artigos?

Analisando 10 artigos (despreze os sites que não são de conteúdo) você vai ter uma boa idéia sobre o que, no mínimo, deve comentar em seu artigo e como as informações devem estar organizadas.

Digo “no mínimo”, pois você não quer estar empatado com a concorrência. Coloque outras informações complementares, mais fotos, vídeos, etc. O objetivo é ter um conteúdo de qualidade melhor que o da concorrência.

Faça uma lista dos tópicos que você comentará em seu artigo.

3 – Criação do artigo

Agora que você possui os tópicos comece a redigir. Aqui tem início uma segunda etapa de pesquisas, muito importante, que não pode deixar de ser feita. Essa segunda pesquisa é mais detalhista, “micro”.

Exemplo: Vamos supor que você pesquisou “Carnaval do Rio” e encontrou os seguintes tópicos principais em sua análise da concorrência:

1 – Escolas de samba

2 – Sambódromo

3 – Preço dos ingressos

Vamos analisar o item 2 – “sambódromo”. Em sua pesquisa inicial, a palavra “sambódromo” apareceu, digamos, em 90% dos artigos. Ela é, portanto, um tópico que você não vai poder deixar de comentar em seu artigo.

Mas talvez, em todos os artigos da concorrência, o tópico “Sambódromo” foi relatado de forma superficial, sem detalhes.

Nestas situações, onde o tópico aparece sempre, e a concorrência trabalhou pouco ou de forma superficial, está uma oportunidade para você se diferenciar, fazendo uma segunda pesquisa “micro”  no Google sobre o Sambódromo do Rio de Janeiro e trazendo novas informações, de qualidade, para seus leitores.

Cuidados a serem considerados em SEO

1 – Nem sempre vale a pena investir nessas palavras superficiais que mencionamos. Se a concorrência toda não o fez, é por que talvez esse tópico não seja tão procurado no Google. Vale analisar a questão Demanda X Concorrência na Ferramenta de Palavras-chave do Google e ver até onde vale a pena detalhar o tópico no artigo.

2 – Um erro comum em SEO é detalhar demais um tópico, mais do que o próprio tema principal. Se a palavra chave que você está trabalhando é “Carnaval do Rio” e a palavra “Sambódromo” aparece mais que a principal em seu artigo então temos um problema. Nessas situações, o Google não vai entender qual palavra-chave você quer priorizar (“Carnaval do Rio” ou “Sambódromo”) e vai dividir a relevância do artigo pelas duas. Traduzindo: Nenhuma das duas ranqueará bem nas pesquisas do Google. Nessas situações crie um segundo artigo que fala sobre o Sambódromo. No primeiro artigo, onde o tema principal é “Carnaval do Rio”, comente rapidamente sobre o Sambódromo e coloque um link neste tópico para o segundo artigo que você criou (sobre o Sambódromo). Desta forma, você também estará dizendo para o Google que a palavra-chave “Sambódromo” está sendo priorizada no segundo artigo.

4 – Otimização do artigo para SEO

Uma vez redigido o artigo, agora é necessário otimizá-lo para fins de SEO. Aqui vou listar apenas os principais fatores de SEO relacionados à palavra-chave escolhido, porém não vou comentá-los detalhadamente. Farei isso em meu próximo artigo. Seguem:

  1. Título do artigo com a palavra chave;
  2. Densidade da palavra chave;
  3. Naturalidade do texto (cuidado em repetir de forma artificial as palavras);
  4. Títulos e sub-títulos (headings – são os próprios tópicos que você pesquisou – coloque a palavra chave nos headings);
  5. Qualidade das fotos e tamanho (efeito viral em mídias. Ex.: Pinterest);
  6. Direitos autorais (sempre mencionar a fonte – saber pesquisar a fonte);
  7. Fotos com a palavra chave no “alt”;
  8. Vídeos;
  9. Quantidade de palavras (mínimo de 800). Textos com conteúdo de qualidade geralmente são longos!

Se você não quer esperar pelo próximo artigo detalhando cada tópico acima, convido-o a ler alguns artigos já prontos que tenho em meu blog pessoal: http://carlosbarros.net.

5 – Revisão e Publicação

Tão importante quanto criar o artigo é revisá-lo. Infelizmente a maioria das pessoas não dá a devida importância para essa etapa. É certeza que você encontrará falhas e erros comuns. É só pesquisar pela internet e você encontrará muitos artigos, de blogs até famosos, com erros de português e/ou digitação (está aí mais uma oportunidade para você se diferenciar).

De nada adianta todo o trabalho de criação, horas pesquisando, horas escrevendo, coletando imagens e no final o artigo é publicado e esquecido com erros de digitação e erros de português….ou então com uma chamada feia, um parágrafo mal articulado.

Erros comuns:

1 – Erros de português/gramaticais;

2 – Palavras digitadas erradas (comum acontecer quando digitamos rápido);

3 – Parágrafos fora de ordem (muito comum….às vezes esquecemos de reorganizá-los);

4 – Parágrafos repetidos;

5 – IMPORTANTE: parágrafos copiados exatamente iguais aos da fonte (atenção aos direitos autorais). É comum esquecermos de alterar a redação da fonte para a nossa interpretação dos fatos. Se você quer copiar exatamente igual não deixe de mencionar a fonte.

Qualidade do artigo

Você precisa ler o artigo como se fosse um usuário/seguidor do blog. Para saber se um usuário gosta do seu artigo faça as seguintes perguntas para você mesmo:

 

  1. O conteúdo trata exatamente sobre o que o título do artigo divulga?
  2. Este artigo prendeu minha atenção até o final?
  3. Ele tirou minhas dúvidas ou trouxe informação que me complementou?
  4. Eu compartilharia esse artigo com um amigo ou no facebook/twitter/Google+?
  5. As fotos estão bonitas? Você salvaria esta foto em seu computador ou publicaria em algum mural? (Ex.: Pinterest)
  6. Esse vídeo é interessante?

Siga essas etapas e você vai conseguir criar um artigo de qualidade, do jeito que o Google gosta!! No próximo artigo vou trazer informações mais detalhadas sobre cada item de SEO que listei no tópico 4 acima.

Até la´!!

 

 

Author: Carlos Barros

Share This Post On

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *